Indio quer ter mundo (digital)



O índio mais velho quer um telemóvel.

E um IPad, uma conta de e-mail e de facebook também. Ainda não falou no instagram, mas é uma questão de tempo.

Sinceramente não sei como (di)gerir isto. Vejo vários problemas nesta situação. 
Acho muuuito cedo, mas também não sei qual a idade mais "adequada". Não posso comparar como foi comigo porque são outros tempos e muita coisa mudou. Há já alguns amigos que têm telemóvel, mas muitos outros não. Mas também sei que é uma questão de tempo, e que nos próximos anos todos vão ter.

Mas acima tudo, não sei como lidar com o (seu) acesso às redes-sociais, a sua exposição ao mundo digital. Se por um lado não quero que seja um info-excluído, e tenho noção que mais cedo ou mais tarde terá acesso, a questão é como vigiar e limitar esse mesmo acesso? 
Há sempre truques e coisas que eles podem fazer para nos enganar, ou para não vermos. E também não sei se consigo acompanhar esta evolução rápida, se já me vejo aflita para ligar a PlayStation (e só de pensar que dantes jogava com os meus irmãos e fazia tudo de olhos fechados...até me dá dó.) ou jogar SimCity ( perco-me com a quantidade de botões ...enfim..), fico doente só de pensar como será com os novos gadgets e apps. Desenhados explicitamente para eles entrarem e e se integrarem e desenhado para excluir os pais. 

Assusta-me pensar que estará exposto a tudo e a todos e que "lá fora" é um mundo selvagem. Claro que tenho que confiar nele e em mim, que lhe transmiti as noções certas do errado e do certo, mas e se não chegar? E não achar que fiz tudo bem e afinal não o fiz? E se ..? E se...?


Sigam-nos por aqui @mybabyblueblog
Mais posts sobre Me&Us 

Comentários

Mais lidas