7 Comportamentos estranhos dos bebés (e porquê)?




Os bebés são muito queridos, e em especial os nossos bebés são sempre os mais riquinhos e mais amorosos, mas têm, como é óbvio, um sistema nervoso ainda bastante imaturo, o seu cérebro ainda esta a crescer e a desenvolver-se, e como consequência por vezes têm reacções e comportamentos inesperados e esquisitos. Não é apenas o nosso bebé, mas sim praticamente todos, e que por vezes nos deixam bastante intrigados.
Em baixo, resumo os 7 hábitos ou comportamentos que possamos considerar estranhos, e que normalmente ocorrem no seu primeiro ano de vida.


Comportamento estranho 1 : Brincar com todas as partes do seu corpo
Estamos a trocar a fralda e o bebé resolve ir com as suas mãozinhas explorar as partes do seu corpo. Por vezes até fica com as mãos sujas, e noutras alturas temos medo que se magoe pois puxa e belisca o que encontra.
Claro que não dá a mesma conotação que nos lhe atribuímos, está simplistamente a conhecer partes do seu corpo que normalmente não tem acesso. Tal pode ocorrer entre os 5 aos 7 meses de idade.
Segundo a Directora do Desenvolvimento Infantil de Scottsdale Healthcare (Arizona), Dra DeAnn Davis, os bebés são motivados pela curiosidade e explorar o que não conhecem. Apesar da tenra idade, o instinto é de focado para conhecer e sentir, como alias já o faz quando brinca (e puxa, e belisca) com os seus pés e mãos. Aliás para o bebé é exactamente a mesma coisa, independentemente qual seja a parte do corpo com que esta a brincar.
Se não se sentir confortável quando o bebé andas nas suas “explorações” pode sempre dar-lhe um brinquedo para as mãos quando está a mudar a fralda, desviando-lhe assim as suas atenções. Ou aceitar que as crianças usam muito o tacto para conhecer, e aceitar que parte do seu conhecimento e aprendizagem. 

Comportamento estranho 2 : Bebé Avião

Por vezes quando os bebés sentem que vão cair, ou que estão a cair, abrem os braços como se estivessem a imitar um avião. Segundo especialistas, este instinto já vem dos tempos em que as mães vivem em cavernas e andam com os bebes ás costas ou nos braços quando se deslocavam ou quando caçavam, . Ora, por vezes muitos caíam.
Chama-se o reflexo Moro, e consiste numa estratégia defensiva desenvolvida pelos bebés para não caírem. Quando o bebé pensa que vai cair, ou quando se assusta, abre os braços lateralmente como se quisesse voar.
Embora por vezes possa ser estranho ver o reflexo Moro, é na realidade um sinal que o sistema nervosos do bebé está a ser desenvolvido da maneira correcta e com as etapas necessárias. Já para o bebé, sente o seu pequeno coração a bater rapidamente e a sua respiração a começar ser mais intensa – levando –a á da mãe também começar a ser mais ofegante e a sentir-se com a consciência mais culpada por ter induzido no seu bebé a ideia que ia cair.
No enanto, este reflexo deve desparecer por volta dos 3 meses.



Comportamento estranho 3 : Bebé  de pé, mas não se senta
Por volta dos 10 meses os bebés chegam a um considerado marco do seu desenvolvimento. Consegue, com a ajuda de uma mesa, ou cadeira, ou qualquer outra peça de mobília da casa, levantar-se e ficar de pé. Os pais ficam radiantes!
Mas depois o bebé não se senta, e os pais ficam intrigados. Tal pode acontecer porque o bebé pode ainda não saber como se senta. Baixar as costas e as pernas em simultâneo requer coordenação e prática, algo que ele ainda pode não ter. Pode até acontecer que durante a noite o bebé acorde a chorar, e quando se vai ver ele está em pé na cama. Chora porque não sabe se deitar novamente.
Os pais não devem forçar o bebé a sentar-se. Ele tem que aprender a sentar-se sozinho e a conseguir coordenar os seus movimentos para o conseguir. Claro que os pais devem ajudar e ensinar a sentar, mas não forçar e sentá-lo. Não se preocupem, pois as hipóteses de se magoar são poucas pois estão bem acolchoados. Durante o dia experimente por o bebé perto de uma almofada para treinar sentar-se, e em breve já estará muito desenvolvido.
 


Comportamento estranho 4 : Tremer
Num minuto o bebé está deitadinho, calmo e tranquilo, e logo a seguir está a tremer que nem varas verdes. Porquê?
Segunda a Dra Davies, é devido um tremor do seu sistema nervoso. Em termos neurológicos os bebés ainda não conseguem regular muito bem os seus movimentos, e por vezes podemos ser trapalhões e com tremeliques. Faz parte do processo de maturação do bebé.
Claro que se deve ver a temperatura das mãos para ver se estão frias. Enquanto um adulto pode tremer um pouco se estiver com frio, os bebés podem tremer muito mais e com mais intensidade. Os bebés podem nascer magrinhos, e assim têm pouca “protecção” para o ajudar a regular a sua temperatura corporal. E também não conseguem ainda se defender de uma brisa de ar, como por exemplo encolher os braços. Dai que começam a tremer. Os músculos ficam tensos e relaxam rapidamente, genreando assim calor corporal. Se lhe colocar mais uma peça de roupa os tremores passam.
Caso o bebé quando tremer também chore, deverá ser melhor ligar ao pediatra. 


Comportamento estranho 5 : Os intermináveis soluços

Toda a gente detesta ter soluços. Uns 5 segundos de soluços parecem uma eternidade. Se para um adulto é um desconforto então para um bebé ainda é mais.
Os soluços infantis ainda são um mistério a desvendar, mas existe uma teoria. Segundo o Dr Peter Vishton, (Ph.D., Child Development Research Center no College of William & Mary, em Williamsburg EUA), os soluços podem ocorre quando o bebé tenta engolir e respirar ao mesmo tempo. E duram tanto tempo pois o bebé ainda está a aprender por si a melhorar as suas habilidades e demora algum tempo a corrigir erros. Dar agua, ou a chupeta ajuda a acabar com os soluços.
Se os soluços são recorrentes e não terminam, leve o bebé para um lugar calmo, pois pode ser sinal que o bebé está nervoso pelo ambiente em que se rodeia. Os recém nascidos não conseguem se abstrair dos sons exteriores quando estão acordados  ( Dra DeAnn Davies).
 



Comportamento estranho 6 : A tosse (falsa)
Estamos em casa, sozinhos, quando de repente ouve-se um tossir. Parámos o que estamos a fazer e prestamos mais atenção. Novamente, alguém a tossir.
Vamos a correr ter com o bebé, pois temos medo que se tenha engasgado, mas vemos que ele está bem, aliás está óptimo. Tosse outra vez, e ri-se da habilidade. Quanto mais se ri, mais tosse de forma exagerada. E nós também.
Por volta dos 6 meses, os bebés começam a ser mais activos socialmente ( Dr Vishton),e  sabem que quando tossem as mães vêm a correr. É uma forma de chamar a atenção dos pais.

Comportamento estranho 7 : A “branca”
O bebé apreendeu uma habilidade nova, como por exemplo, abanar o guizo o bater palmas. Os pais ficam todos contentes e querem mostrar a toda a agente. Chamam os avós, pedem ao bebé apara repetir a habilidade, e nada. Ele olha, ri-se, e fica quieto.
Esqueceu-se da nova habilidade? Sim, por vezes pode acontecer, tal como acontece a um adulto, que embora tenha repetido imensas vezes uma determinada tarefa ou um número de telemóvel, pode ter uma chamada “branca” naquele momento e não se lembrar.
Por vezes pode ser o facto de estar num ambiente diferente que o desnorteia, e fica confuso.  
Segundo a Dra Davies, é bom sinal que o bebé deixe de fazer certa habilidade que já fazia durante tanto tempo. É sinal que andou para a frente e quer coisas novas para aprender.

Artigo retirado deste site

Ver mais posts sobre educação e desenvolvimento dos bebés e das crianças, ver aqui

Comentários

Mais lidas